APN defende maior valorização dos antigos combatentes

You are currently viewing APN defende maior valorização dos antigos combatentes

A Aliança Patriótica Nacional (APN) defendeu esta terça-feira, no seu tempo de antena radiofónico, maior valorização dos antigos combatentes, veteranos de guerra, órfãos e das viúvas.

Para esta formação política, que disputa as eleições de 24 de Agosto, a valorização dessa classe de cidadãos passa pela continuidade, aprofundamento e por medidas a favor dos antigos combatentes e veteranos de guerra, no âmbito de uma política de estabilidade e coesão social.

“Continuação das medidas institucionais tendentes à aplicação do dever do Estado, de condecorar os antigos combatentes e veteranos de guerra sem reconhecimento oficial, bem como o pagamento das pensões de sobrevivência”, são soluções avançadas pela APN em benefício dos antigos combatentes e veteranos de guerra.

A abertura de novo cadastramento, institucionalização do conselho consultivo dos antigos combatentes, enquanto plataforma permanente de consulta da implementação de políticas a favor dos artífices da independência nacional, consta também da agenda partidária.

O manifesto eleitoral da APN prevê, igualmente, a sua reintegração na vida civil como medida para o desenvolvimento de projectos com o financiamento do Estado, por meio da criação de um fundo para órfãos e viúvas de guerra.

O Ministério da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria tem por missão coordenar, executar, avaliar, propor e formular a política do Executivo relativa à defesa nacional, antigos combatentes e veteranos da Pátria, assegurar e fiscalizar a administração das FAA e velar pela dignificação histórica e social dos combatentes da luta pela independência e defesa da pátria, e garantir a soberania, independência nacional e a integridade territorial do País.

Disputam o poder político no presente pleito eleitoral, os partidos MPLA, UNITA, APN, PRS, FNLA, PHA e P-NJANGO, bem como a coligação CASA-CE.

Angop