Petro procura autonomia financeira em 42 anos de existência

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O clube Atlético Petróleos de Luanda completa esta sexta-feira 42 anos de existência, com o foco na busca da autonomia financeira e construção de um Estádio, até à data dos maiores desafios da colectividade.

Fundado em 14 de Janeiro de 1980, da fusão de três agremiações da época: Grupo Sonangol; Atlético de Luanda e o Benfica de Luanda, o Petro assinou em Novembro de 2021 um acordo de negócios com a La Liga e o Villa Real, de Espanha.

A parceria, rubricada por Tomás Faria, Presidente de direcção, e Edmundo Enje (delegado da La Liga em Angola), vai vigorar até 2023, podendo ser renovado. 

O objectivo é a melhoria da autonomia financeira, sendo que a meta é o alcance de 20% das receitas por via da exploração directa do próprio clube até 2024.

No quadro da política de obtenção de receitas e expansão da marca clube empresa, membros da direcção tricolor efectuaram recentemente uma visita de constatação às estruturas do Sport Lisboa e Benfica, visando a construção de um estádio no país. 

Ao nível do futebol, o Petro realiza os seus jogos no Estádio 11 de Novembro, na capital, casa emprestada.

Estão na mesma  condição o basquetebol e andebol que utilizam. na condição de anfitrião, o Pavilhão da Cidadela.

O presidente de direcção, Tomás Faria, anunciou, em vários ocasiões, a construção do estádio, mas este desejo ainda não se concretizou.

Entre os fundadores da agremiação do eixo-viário destaca-se Hermínio Escórcio.

 O clube aniversariante movimenta 12 modalidades, sendo o andebol feminino a mais titulada em Angola e no continente. Lidera a galeria dos troféus do Campeonato nacional de futebol “Girabola” com 15 títulos, ao passo que o basquetebol sénior masculino tem 14. 

Angop

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.