Contos de João de Melo publicados nos EUA

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Os contos “As raízes do mal” e “Angola é toda a terra onde eu planto a minha lavra” do escritor João Melo serão publicados nas próximas edições das revistas norte-americanas The Decolonial Passage e A Gathering Together, ambas a sair entre Dezembro deste ano e Janeiro de 2022.

O primeiro foi traduzido pelo tradutor Cliff E. Landers, que tem traduzido alguns dos maiores escritores brasileiros, como Jorge Amado, Rubem Fonseca e Patrícia Melo, enquanto o segundo foi traduzido por Luísa Venturini, com revisão de Lara Pawson.

The Decolonial Passage é uma revista literária digital aberta a todos os escritores “envolvidos no projecto decolonial”, independentemente da sua raça, país de origem, local de residência, género ou condição.

Por seu turno, A Gathering Together é, igualmente, uma revista literária digital. Fundada por Joshua Myers, escritor e professor de Estudos Africanos na Universidade de Howard, é aberta a autores africanos ou seus descendentes.

Segundo o seu editorial, privilegia os trabalhos que “façam ressoar a experiência humana e afro-diaspórica”.

No passado mês de Novembro, outro conto de João Melo, “O pato revolucionário e o pato contra-revolucionário” (The revolutionary duck and the counter revolutionary duck), traduzido por Luísa Venturini e revisto por Lara Pawson, foi publicado na revista Iskanchi, baseada no estado americano de Utah.

A Iskanchi, que é igualmente uma editora, foi criada em 2020 pelo escritor e editor nigeriano Kenechi Uzor, para publicar autores africanos nos EUA e Canadá.

Até à presente data, João Melo publicou 12 histórias curtas em revistas, jornais e sites literários anglófonos, nos Estados Unidos, Nigéria e Quénia.

Tem dois livros de contos traduzidos para o inglês que aguardam a decisão de duas editoras, a fim de serem publicados no mercado literário anglófono. 

Recentemente, João Melo colocou ao dispor dos leitores, em sessões no Brasil, Portugal e Galiza (Espanha), o seu novo livro de poesia intitulado “Diário do Medo”.

Obra do escritor

Vencedor do Prémio Nacional da Cultura 2009 pelo conjunto da sua obra literária, João Melo é habitualmente publicado em Angola e Portugal, mas tem igualmente livros saídos no Brasil, Itália e Cuba.

Tem ainda poemas e contos publicados em várias antologias, revistas e sites literários em inglês, francês, alemão, árabe e mandarim.

No princípio deste ano, um dos seus contos – “O meu primeiro milhão de dólares” – foi publicado em inglês no site nigeriano Olongo África (www.olongoafrica.com), traduzido pelo norte-americano Cliff E. Landers, tradutor habitual de vários escritores brasileiros.

“A morte é sempre pontual”, outro conto de João Melo, também traduzido por Landers, sairá no próximo verão europeu na revista Catamaran Literary Review, publicada em Santa Cruz da Califórnia, nos Estados Unidos.

Essa revista já publicou anteriormente duas outras estórias do escritor angolano.

O autor tem  mais de vinte livros, entre poesia, contos e um ensaio sobre jornalismo.

Em 2020, publicou, em Portugal, “O dia em que Charles Bossangwa chegou à América”, o seu sétimo livro de contos, que continua a aguardar editor em Angola.

Angop

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.