Angola com mais de 9 milhões de cidadãos vacinados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Nove milhões e 800 mil cidadãos estão vacinados em todo país, desde o início do processo em Março de 2020, anunciou, esta sexta-feira, em Luanda, a directora Nacional de Saúde Pública, Helga Freitas.

A responsável, que falava durante o encontro da Comissão Multissectorial de Prevenção e Combate à Covid-19, orientada pelo seu coordenador, Francisco Pereira Furtado, ressaltou que  seis milhões e 600 mil cidadãos com a primeira dose e três milhões e 200 mil cidadãos com doses completas.

Segundo Helga Freitas  este resultado é fruto do país ter recebido cerca 21 milhões 799 mil e 330 doses de vacinas, dos quais  10 milhões adquiridas pelo Governo,  10 milhões recebidas por meio da iniciativa Covax e um milhão de doses de doações bilaterais.

Salientou que esta mobilização de vacinas tem sido possível devido ao desempenho do país e da criação de condições da cadeia de frio.

Nesta conformidade, adiantou estar previsto, para Janeiro de 2022, a chegada de cerca de 15 milhões de doses numa aquisição do governo, 11 milhões da iniciativa Covax e 10 milhões e 400 mil doses de doações bilaterais.

Explicou que o palno de vacinação incide, maioritariamente, no sentido de cobrir as mulheres, tendo actualmente vacinadas 44 por cento dessa franja, dos 51 por cento da população total do país.

Disse que a média de vacinação tem  aumentado progressivamente, passando de 30 mil doses administradas diariamente para 150 mil doses nos meses de Setembro e Outubro.

Apontou haver mais de oito milhões de pessoas sem qualquer dose  e que para se atingir a meta de 60 por cento de vacinação da população do país, até Dezembro deste ano, tem que se vacinar pelo menos 190 mil cidadãos por dia.

Relativamente aos certificados, já foram emitidos mais 900 mil certificados nacionais, apoiaram, de forma manual, a emissão 790 mil, bem como transcreveram mil 361 certificados de pessoas vacinadas em outros países.

A primeira fase abrangeu os profissionais de saúde, forças de defesa e segurança, idosos, portadores de comorbidades e professores.

No país, os dois primeiros casos positivos de Covid-19 foram anunciados a 21 de Março de 2020.

Angop

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.