Angola e Moçambique estão fora da lista de Bruxelas para restringir voos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O primeiro-ministro de Portugal disse hoje que tem estado em contacto com Angola e Moçambique, adiantando que nenhum dos dois países consta da lista que a Comissão Europeia propôs restringir voos.

O Guardião

Questionado, durante uma visita a uma fábrica, sobre a nova variante do coronavírus B.1.1.529, identificada inicialmente na África do Sul, António Costa respondeu que “neste momento está tudo a ser coordenado ao nível da Comissão Europeia relativamente aos voos e temos estado desde a manhã em contacto com os países africanos com quem temos relações mais intensas”.

De acordo com o primeiro-ministro português, “para já” nenhum destes países da África Austral “está na lista que a Comissão Europeia propôs”.

“Na primeira lista que foi divulgada nem Moçambique nem Angola constavam. Temos estado em diálogo e a acompanhar e a ver como todos podemos ajudar-nos uns aos outros”, afirmou.

A Comissão Europeia vai propor a suspensão de voos da África Austral com destino à União Europeia devido ao aparecimento de uma nova variante do SARS-CoV-2, causador da covid-19, anunciou esta manhã a presidente da instituição.

As autoridades de saúde belgas detetaram a 22 deste mês um caso da nova variante do coronavírus B.1.1.529, identificada inicialmente na África do Sul, revelou hoje o ministro da Saúde Pública belga, Frank Vandenbroucke.

É o primeiro caso relacionado com esta nova variante identificado na Europa.

Cerca de 30 mutações desta nova variante já foram identificadas em lugares como a África do Sul, Botswana ou Hong Kong, o que tem gerado preocupação a nível mundial e a imposição, por parte de países europeus, de restrições a viajantes oriundos de países da África Austral.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.