Pelo menos 27 mortos em naufrágio no Canal da Mancha — polícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Pelo menos 27 migrantes morreram hoje a tentar atravessar o Canal da Mancha, que liga França ao Reino Unido, na sequência do naufrágio de uma embarcação ao largo de Calais, avançou a polícia francesa num balanço provisório.

Os primeiros balanços avançados pela polícia francesa e pelo Ministério do Interior francês davam conta de “mais de 20 mortos” e de “pelo menos cinco vítimas mortais e cinco pessoas inconscientes”, respetivamente.

É expectável que o número de vítimas possa vir a aumentar.

Segundo uma fonte citada pelas agências internacionais, a embarcação transportava cerca de 50 pessoas.

Numa primeira reação, o primeiro-ministro francês, Jean Castex, fala numa “tragédia”.

“Os meus pensamentos estão com os muitos desaparecidos e feridos, vítimas de passadores criminosos que exploram a sua angústia e miséria”, afirmou o governante, numa mensagem publicada na rede social Twitter, assegurando estar a seguir a evolução da situação “em tempo real”.

Forças britânicas e francesas estão a conduzir buscas na área, por mar e por ar.

Entretanto, o gabinete do primeiro-ministro britânico divulgou que Boris Johnson convocou o gabinete de crise.

Na segunda-feira, o Ministério do Interior britânico disse que o número de migrantes que atravessaram o Canal da Mancha para entrarem ilegalmente no Reino Unido ao longo deste ano é três vezes superior ao registado em 2020.

Os dados do ministério referem que 886 pessoas chegaram ao Reino Unido só no passado sábado, elevando o total desde o início deste ano a mais de 25.700. O ano passado foram identificados 8.469 migrantes.

No início deste mês registou-se um recorde de chegadas num só dia, com 1.185 migrantes.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.