Tribunal condena membros do grupo Tupassa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Tribunal da Comarca de Cabinda condenou, esta quarta-feira, sete (7) membros do grupo denominado Tupassa (Tudo-Passa), por crimes de roubos qualificados.

O Guardião

A juíza da causa Alzira da Cunha afirmou que as penas de prisão devem-se ao facto de, a par do roubo qualificado, ter havido recurso à arma de fogo.

A acção dos condenados culminou com o roubo de duas viaturas (Toyota Hilux e Toyota Fortuner) pertenças do padre Félix Cubola.

Lidos os autos, a juíza Alzira da Cunha ditou as penas ao líder do grupo, Francisco Manuel (Tupassa), a 16 anos de prisão, Dany Aikela, a 10 anos, Muila Muila Gabriel e Thsassa Matumbo, ambos a nove anos, e Alexandre Ndungi, seis anos, enquanto Filipe Cumbo foi absolvido por falta de provas.  

Segundo o tribunal, os condenados deverão indemnizar ao lesado com um valor de 37 milhões 633 mil kwanzas pelos danos causados.

Tupassa é um grupo considerado “altamente perigoso”, que cometia crimes com recurso a armas de fogo. Das suas acções,  sobressaem homicídios qualificados, com ocultação de cadáveres, e roubo de viaturas.

O grupo foi desmantelado pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) em Dezembro de 2020, após cometimento de vários crimes. As viaturas roubadas eram comercializadas na vizinha República Democrática do Congo (RDC).

Angop

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.