Alec Baldwin terá tido indicação que arma que disparou não tinha munições verdadeiras

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O ator Alec Baldwin, que matou uma pessoa durante filmagens, terá tido a indicação de um assistente de realização de que a arma que disparou não estaria carregada com munições verdadeiras, referem registos judiciais divulgados pela Associated Press.

No momento em que equipa de filmagem se preparava para ensaiar uma cena no local de rodagem do filme em que Baldwin é protagonista — um rancho no deserto em Santa Fe, no Novo México — o assistente de realização Dave Halls terá saído para ir buscar uma arma de adereço, voltando depois para a entregar ao ator Alec Baldwin.

No momento terá gritado a expressão ‘cold gun’, sinalizando que era seguro usar a arma, por não estar carregada com munições verdadeiras, revela o mandado de busca entregue a um tribunal de Santa Fe e citado pela AP.

Quando Baldwin premiu o gatilho acabou por atingir fatalmente a diretora de fotografia Halyna Hutchins e ferir o realizador Joel Sousa, que se encontrava atrás de Hutchins.

O mandado de busca contém alguns detalhes relativamente ao disparo, revelando que os investigadores queriam examinar a roupa ensanguentada usada por Baldwin, assim como a arma que foi disparada, as outras armas de adereço e munições usadas na rodagem do filme ‘Rust’, assim como quaisquer filmagens que pudessem existir.

A arma disparada era uma de três colocadas num carrinho de adereços fora da capela de madeira onde a cena estava a ser representada, segundo os registos.

De acordo com o mandado de busca, Halls retirou a arma do carrinho e entregou-a a Baldwin sem saber que estava carregada com cartuchos verdadeiros.

Não há ainda certezas sobre quantos cartuchos foram disparados, tendo um invólucro sido retirado da arma depois do acidente pela responsável pelo armeiro no local de rodagem, Hannah Gutierrez. A arma foi depois entregue à polícia quando chegou ao local.

Alec Baldwin, de 63 anos, declarou-se na sexta-feira devastado depois de na véspera ter acidentalmente matado a tiro, com uma arma que deveria ser um adereço, a diretora de fotografia do ‘western’ que rodava no Estado do Novo México.

Halyna Hutchins, de 42 anos, foi transportada de helicóptero para um hospital próximo do local das filmagens, onde foi declarado o óbito pelos médicos.

Também atingido, o realizador do filme, Joel Souza, de 48 anos, foi hospitalizado, mas, ao contrário do que foi inicialmente noticiado, não sofreu ferimentos graves e teve alta algumas horas depois.

Segundo a revista de entretenimento norte-americana Hollywood Reporter, que cita um porta-voz da produção do filme, tratou-se de “um acidente” envolvendo um adereço que deveria ter balas de pólvora seca, uma informação também confirmada pelos serviços do xerife do condado de Santa Fé.

Alec Baldwin, protagonista e coprodutor do filme, “Rust”, apresentou-se voluntariamente à polícia e prestou declarações. Não foi feita qualquer acusação ou detenção, de acordo com o xerife.

A rodagem do filme foi suspensa por tempo indeterminado.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.