Aberta ligação aérea entre Angola e Turquia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O voo inaugural da Turkish Airlines aterrou esta quarta-feira no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, em Luanda, dando início da ligação aérea entre as capitais dos dois países, Luanda (Angola) e Istambul (Turquia), soube hoje a ANGOP.

Dentre os passageiros a bordo da aeronave com a matrícula TK539, estava uma delegação do governo turco, empresários e convidados.

A Turkish Airlines vai operar dois serviços semanais, a quarta e a sexta-feira. O primeiro serviço  parte da Turquia às 2h05 minutos e chega a Luanda às 10h55 minutos, com  regresso para o mesmo dia, saindo de Luanda às 12h25, e chegada a Istambul as 22h40 minutos.

Para sexta-feira, a aeronave chega a Luanda as 16 horas saído da Turquia as 9 horas do mesmo dia.

A cerimónia solene foi dirigida pelo Presidente do Conselho de Administração da Empresa Nacional de Navegação Aérea (ENNA), Mário Miguel Dominguez, por técnicos do Ministério dos Transportes e altos funcionários da embaixada turca em Angola.

A Turkish Airline voa para cerca de 300 destinos de 120 países.

Esta iniciativa enquadra-se num memorando assinado entre a Turkish Airlines e a Companhia Aérea Angolana (TAAG), em regime de partilha de códigos.

De acordo com declarações do ministro dos Transportes, Ricardo D´Abreu, em Julho deste ano, à margem do Fórum de Negócios Angola/Turquia, esta partilha vai permitir que os passageiros, a partir de Luanda, possam de modo único ou bilhete único ter acesso à ligação para Istambul ou à rede de rotas da Turkish Arlines e vice-versa, beneficiando de ligação para a capital angolana.

Ricardo de Abreu disse, na altura, que, depois da entrada em funções desta nova rota, ficará resolvida a questão dos custos de ligação até a Turquia, por parte dos cidadãos.

Para ele, o voo directo seria muito importante para os empresários e turistas, além de potenciar os negócios referenciados em Ankara, sendo que se pretende estender a parceria para outras áreas.

Estão entre essas áreas a construção de infra-estruturas, particularmente na área ferroviária, considerada crítica, afirmando haver sinais de algumas empresas fortes no domínio da gestão portuária, nas concessões em curso no mercado angolano.

Citou ainda o projecto de desenvolvimento da Barra do Dande Zona Franca, e o metro de superfície, cujo concurso será lançado em breve, para parceria pública privada.

Angop

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.