São Tomé e Príncipe entre os cinco países africanos mais afetados por milhão de habitantes – África CDC

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O arquipélago de São Tomé e Príncipe entrou esta semana para a lista dos cinco países africanos com mais casos de infeção com covid-19 por milhão de habitantes, juntando-se a Seicheles, Botsuana, Lesoto e Líbia.

Na tradicional conferência de imprensa semanal, o diretor do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), John Nkengasong anunciou que o continente africano ultrapassou os 8,1 milhões de casos e vincou que “os cinco países com maior taxa de incidência por milhão de habitantes são as Seicheles, Botsuana, Lesoto, São Tomé e Príncipe e Líbia”.

Na abordagem aos últimos dados, John Nkengasong disse que o total de mortes ultrapassou as 207 mil e que a taxa de letalidade é de 2,5%, abaixo dos 4,4% registados a nível mundial.

“O continente está a atravessar uma terceira vaga severa, 78% dos países africanos estão nesta fase que matou 73 mil das 207 mil pessoas que morreram devido à covid-19 desde que começou a pandemia”, acrescentou o responsável, notando que dos 8 milhões de casos desde o início do ano passado, 3 milhões foram registados já durante esta terceira vaga.

Ainda assim, a tendência das últimas semanas é positiva, apontou o diretor do África CDC: “Entre 13 e 19 de setembro, foram registados 104 mil novos casos, o que representa uma descida de 22% face ao número de casos da semana anterior”.

Já o número de óbitos desceu para perto de 3.200, o que representa uma queda de 5% face aos cerca de 3.400 registados na semana anterior, concluiu John Nkengasong.

São Tomé e Príncipe registou mais 77 casos de infeção pelo novo coronavírus e 12 recuperações entre terça e quarta-feira, elevando o total de infetados desde o início da pandemia para 3.192, anunciaram as autoridades do país na quarta-feira ao final do dia.

De acordo com o boletim divulgado pelo Ministério da Saúde de São Tomé e Príncipe, o país não registou qualquer morte nas últimas 24 horas.

O documento esclarece que das novas infeções 64 foram registadas na ilha de São Tomé e 13 na ilha do Príncipe.

Com os dados mais recentes, o arquipélago conta agora com 3.192 casos de infeção pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, entre os quais 46 óbitos e 2.609 recuperações da doença.

O arquipélago lusófono conta ainda, oficialmente, com 537 casos sob vigilância – 459 na ilha de São Tomé e 72 na ilha do Príncipe.

Entre estes, 530 encontram-se em isolamento domiciliar e sete estão internados – um no sintomático respiratório na ilha do Príncipe e seis no hospital de São Tomé, sendo dois em estado grave.

O boletim divulgado pelo Ministério da Saúde refere que 55.036 pessoas já receberam a primeira dose da vacina, enquanto 18.187 já receberam as duas doses.

O documento refere ainda que nas últimas 24 horas foram vacinadas 2.665 pessoas.

A covid-19 provocou pelo menos 4.705.691 mortes em todo o mundo, entre mais de 229,48 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.