Angola com mais 11 mortes e 420 casos nas últimas 24 horas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Angola registou mais 420 casos de covid-19, o que eleva o total desde o início da pandemia para 51.827, e mais 11 mortes associadas à doença, bem como 411 recuperações, nas últimas 24 horas, referiram as autoridades de saúde.

Dos novos casos, 222 são do sexo masculino e 198 do sexo feminino, com idades entre 1 mês e 93 anos, 327 são da província de Luanda, 16 são do Huambo, 15 de Benguela, 13 do Uíge, 11 do Bié, nove de Namíbe e seis da Huíla.

Dos 11 óbitos registados nas últimas 24 horas, cinco eram do sexo masculino e seis do feminino, entre os 7 e 79 anos.

Angola contabiliza desde o início da pandemia 51.827 casos confirmados de covid-19, dos quais resultaram 1.371 óbitos e 45.918 recuperaram da doença. O país reporta 4.538 casos ativos, dos quais 34 em estado crítico e 43 em estado grave.

Também nas últimas 24 horas foram processadas 3.260 amostras por RT-PCR e o cumulativo aponta para 955.688 testes.

O continente africano registou nas últimas 24 horas mais 161 mortes associadas à covid-19 e 14.519 novos casos de infeção pela doença, segundo dados do África CDC.

O total de casos em África subiu assim para 8.096.504, enquanto o de vítimas mortais ascende agora a 204.821 e o de recuperados da doença passa para 7.409.626, mais 23.741 que no dia anterior.

A covid-19 provocou pelo menos 4.656.833 mortes em todo o mundo, entre mais de 226,31 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.