Seu Jorge e Alexandre Pires estreiam projeto juntos em outubro em Portugal

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Os músicos brasileiros Seu Jorge e Alexandre Pires atuam em outubro em Lisboa e Guimarães, estreando o projeto “Irmãos”, foi hoje anunciado.

“Irmãos” é um “projeto inédito e exclusivo”, que é apresentado no dia 08 de outubro no Pavilhão Multiusos em Guimarães, no distrito de Braga, e no dia seguinte na Altice Arena, em Lisboa, anunciou a promotora, em comunicado.

“Para este espetáculo os artistas uniram as suas paixões e, assim, criaram um repertório recheado de sucessos, num registo que se apresenta informal, intimista, levando o público por entre samba, pagode e ‘bate-papo’, sempre num tom descontraído e alegre que caracteriza as conversas entre amigos”, refere a promotora explicando que o título escolhido, “Irmãos”, “é, precisamente, uma homenagem à história de amizade e união entre os artistas, que agora realizam um sonho antigo e dão vida a um projeto há muito desejado, através da música”.

O cantor, compositor, multi-instrumentista e também ator Seu Jorge, de 51 anos, começou a carreira em 1997, quando se juntou à banda Farofa Carioca, tendo anteriormente feito parte do elenco da peça “A saga da farinha” e participado em várias produções da Companhia de Teatro da Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

O seu primeiro álbum a solo, “Samba Esporte Fino”, saiu em 2001, contando agora com 12 registos, entre gravados em estúdio e ao vivo.

Em Portugal, estreou-se em 2005 apresentando o seu segundo álbum, “Cru”. No ano passado, Seu Jorge participou no disco “Fragma”, de Armanda Magalhães.

Alexandre Pires, de 45 anos, surgiu na cena musical brasileira em finais da década de 1980 no grupo Só Pra Contrariar, banda formada com o seu irmão Fernando e o primo Juliano.

A banda, em 1993, gravou o álbum “Que Se Chama Amor”, e Alexandre deixou este projeto sete álbuns depois, iniciando uma carreira a solo com o disco “É Por Amor” (2001).

Em 2003, Alexandre publicou o terceiro disco solo, “Estrella Guia”, que contou com as participações dos espanhóis Rosario Flores e Alejandro Sanz.

Até ao mais recente álbum “DNA Musical”, Alexandre Pires gravou cerca de 18 discos, em estúdio e ao vivo, em português e espanhol.

A mais recente atuação de Alexandre Pires em Portugal foi em 2019 quando apresentou em Lisboa e no Porto “O Baile do Nêgo Véio”.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.