Polícia detém três pessoas no aeroporto com testes covid-19 falsificados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Dois angolanos e um indiano foram detidos no Aeroporto Internacional de Luanda quando se preparavam para viajar com testes falsos da covid-19, anunciou hoje a polícia.

Segundo um comunicado do Serviço de Investigação Criminal de Luanda (SIC), a detenção aconteceu na passada terça-feira no terminal de partidas de voos internacionais, quando se processava o ‘check-in’ de passageiros do voo EK-794 ao serviço da companhia aérea Emirates, com destino ao Dubai.

Entre os detidos, encontram-se uma cidadã angolana, solteira de 42 anos, comerciante, que se fazia acompanhar de um menor de 10 anos, seu filho, que já foi entregue à família, bem como um angolano de 24 anos, comerciante, e um indiano, de 27 anos, diretor financeiro de uma empresa com sede em Luanda, onde reside há mais de 9 anos.

Os três incorrem nos crimes de falsificação de documentos e uso de documentos falsos.

O SIC adianta que os implicados confessaram o crime, afirmando que não fizeram a testagem. Os dois angolanos entregaram quarenta mil kwanzas (53 euros), a um homem já identificado, enquanto o cidadão indiano pagou 175 mil kwanzas (232 euros) a um terceiro elemento, tendo obtido em troca os certificados falsificados.

“Feitas diligências, apurou-se que os testes não figuram no sistema da base de dados do Laboratório do Ministério da Saúde, confirmando-se serem testes falsificados”, prossegue o SIC.

Os acusados estão detidos e serão presentes a um magistrado do Ministério Público para um primeiro interrogatório.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.