Moçambique entra para a lista vermelha de França

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Moçambique foi incluído na lista vermelha de zonas de risco covid-19 de França e todas a viagens de e para este país terão de ser justificadas por motivo imperioso, com teste obrigatório e quarentena para os viajantes não vacinados.

Também a Tunísia, Cuba e Indonésia entram nesta lista, que obriga à apresentação de testes à covid-19 na partida e no regresso e a uma quarentena de 10 dias para as pessoas não vacinadas.

O desrespeito da quarentena pode levar a uma multa de 2.000 euros.

Estes países integram agora a lista dos países vermelhos, ou de maior risco em relação à pandemia de covid-19, porque, segundo o Governo, são “zonas de circulação ativa do vírus” onde há “presença de variantes preocupantes”.

Estas medidas adicionais formalizadas hoje pelo Governo francês entram em vigor a partir de domingo, 18 de julho.

Os países que constam atualmente na lista vermelha de França são: Afeganistão, África do Sul, Argentina, Bangladesh, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Índia, Indonésia, Maldivas, Moçambique, Namíbia, Nepal, Omã, Paquistão, Paraguai, República Democrática do Congo, Rússia, Seicheles, Sri Lanka, Suriname, Tunísia e Zâmbia.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.