Inter e Petro disputam Taça de Angola 21 anos depois

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Com o título do Campeonato Nacional de Futebol (Girabola´2021) fora de cogitação, o Interclube disputa esta quinta-feira, às 16h00, o troféu da Taça de Angola em futebol diante do Petro de Luanda, num reeditar da final entre ambas em 2000.

Na altura, obviamente com outros protagonistas, o Petro de Luanda conquistou o ceptro com vitória de 1-0.

Na partida de quinta-feira, no Estádio 11 de Novembro, os “polícias” farão de tudo para salvar a época, contrariamente aos “petrolíferos” que perseguem a dobradinha (vencer a Taça de Angola e o Campeonato Nacional).

O Petro ocupa a segunda posição do campeonato com 63 pontos, contra 64 do líder Sagrada Esperança, quando restam três rondas por disputar. O Interclube é o 5º colocado, com 42 pts, já sem qualquer hipótese de chegar ao topo.

No jogo de prognóstico imprevisível, o favoritismo só é atribuído ao Petro pelo número de títulos, 11 no total, contra três do Inter, além do bom momento desportivo e anímico. A equipa não perde desde a 18ª jornada do Girabola e ainda venceu o 1º de Agosto nas meias-finais desta prova (2-0).

Números do Petro na Taça de Angola

Conquistou a competição em 1987 com vitória na final diante do Ferrovia da Huíla (4-1), derrotas em 1990 (1º de Agosto, 0-1) e em 1991 (1º de Agosto, 1-2).

Triunfos em 1992 (1º de Agosto, 3-2), 1993 (ASA, 2-1), 1994 (Independente de Tômbwa, 2-1), 1997 (1º de Agosto, 2-1), 1998 (1º de Agosto, 4-1) e 2000 (Interclube, 1- 0),  em 2002 (Desportivo da Huíla, 3-0), 2012 (Recreativo da Caála, 2-0), 2013 (Desportivo da Huíla, 1-0), perdeu em 2014 (Benfica de Luanda, 0-1) e venceu em 2017 (1º de Agosto, 2-1).

Interclube

O Interclube disputa a sua nona final. Perdeu em 1885 com o Ferrovia do Huíla, 0-2), venceu em 1986 (1º de Agosto, 1-0). Desaires em 1989 (Ferrovia da Huíla, 1-2), 2000 (Petro de Luanda, 0-1), venceu em 2003 (Sagrada Esperança, 4-2 aos penáltis), perdeu em 2005 (ASA, 0-1), em 2010 (ASA, 4-3 aos penáltis) e triunfou em 2011 (1º de Agosto, 4-2 aos penáltis).

Primeiro clássico luandense com espectadores

Interclube e Petro de Luanda protagonizam o primeiro clássico luandense com público, após autorização no dia sete de entrada de espectadores nos recintos desportivos em 25 por cento da sua lotaçãopor via do Decreto sobre o Estado de Calamidade Pública.

Desde Março que os recintos desportivos não eram frequentados por adeptos, medida depois alterada em todas as províncias, excepto em Luanda(dez por cento), e agora alargada para 25% em todo o país, obviamente mantendo-se as medidas de biossegurança, como o distanciamento social e o uso correcto de máscara.

Na sequência, a Federação Angolana de Futebol (FAF) colocará à venda no dia do desafio, na bilheteira do Estádio 11 de Novembro, a partir das 9h00, cinco mil bilhetes para a bancada geral (Kz quinhentos cada – 500,00) e 40 bilhetes para o camarote (Kz dois mil cada – 2.000,00).

O Estádio 11 de Novembro tem capacidade para 50 mil adeptos.

Angop

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.