Angola assume vice-presidência do conselho da FAO

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A embaixadora Maria de Fátima Jardim assumirá, por Angola, a vice-presidência da 167ª sessão do Conselho da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), em representação de África.

O evento terá lugar a 29 do corrente mês, em Roma, de acordo com uma nota dos Serviços de Imprensa da Embaixada de Angola na Itália, chegada hoje à Angop.

Maria de Fátima Jardim assumirá a vice-presidência da sessão do Conselho, na qualidade de representante permanente de Angola junto da FAO. É igualmente representante permanente junto do Programa Alimentar Mundial (PAM) e do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

O Conselho da FAO é liderado por um presidente independente, nomeado pela Conferência, para um mandato de dois anos, renovável por igual período, e coadjuvado por três vice-presidentes, embaixadores e representantes permanentes dos países membros do Conselho, indicados pelos seus respectivos grupos regionais.

O Conselho da FAO, dentro dos limites das atribuições que lhe são delegadas pela Conferência, é o órgão executivo da mesma, entre as sessões regulares, e exerce funções que tratam da situação mundial de alimentos, agricultura e assuntos relacionados, actividades actuais e futuras da Organização, incluindo o seu programa de trabalho e orçamento.

Segundo a nota, a diplomata angolana participa na sessão anual do Conselho de Administração do Programa Alimentar Mundial (PAM), que decorre em formato virtual, de 21 a 25 do corrente mês, em Roma.

Participou na sessão de abertura a secretária-geral adjunta das Nações Unidas, Amina Mohammed, e Agnes Kalibata, enviada especial do Secretário-Geral das Nações Unidas para a Cimeira sobre os Sistemas Alimentares 2021.

Ainda este mês, a representante permanente de Angola junto da FAO participou, no período de 14 a 18 do corrente mês, na quadragésima segunda sessão da Conferência da Organização, que decorreu de forma virtual, tendo o país sido reeleito membro do Conselho, para o período 2022-2025.

Entre outros pontos, o evento analisou a situação mundial da alimentação e da agricultura, questões jurídico-constitucionais da Organização, a nomeação dos membros para os seus comités e a indicação do novo presidente independente do Conselho, Hans Hoogeveen, representante permanente dos Países Baixos.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.