Elefante mata 16 pessoas em dois meses na Índia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Um elefante matou pelo menos 16 pessoas nos últimos dois meses na região central da Índia, depois de ser rejeitado por seu rebanho por “mau comportamento” – afirmou à AFP um alto funcionário do serviço florestal.

O animal, um macho adulto com entre 15 e 16 anos, atacou os moradores da região tribal de Santhal Pargana, no estado de Jharkhand, após ser rejeitado pelo rebanho de 22 elefantes.

“Provavelmente estava no cio e foi rejeitado por seu mau comportamento, ou rivalidade sexual com outros machos”, explicou à AFP o diretor regional do Serviço Florestal, Satish Chandra Rai.

“Estudamos seu comportamento, e uma equipa de 20 funcionários tenta rastreá-lo constantemente, porque nossa prioridade é proteger o animal”, completou.

O paquiderme, que tenta se reunir com o rebanho, conseguiu escapar dos agentes do governo e, na terça-feira, atacou um casal de idosos até a morte.

Rai disse que o elefante matou apenas pessoas que se aproximaram acidentalmente, ou para fotografá-lo.

“Não entrou em casas, nem atacou deliberadamente as pessoas. Esperamos para ver se o rebanho o acolhe de novo”, completou.

A Índia tem quase 30.000 elefantes asiáticos, quase dois terços da população silvestre total.

Nos últimos anos, foi observado um aumento do número de elefantes abatidos por homens, mas também de homens mortos por elefantes, à medida que a atividade humana invade as áreas de florestas.

AFP

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.