Governo promete responsabilizar os responsáveis pelo vazamento das provas da 9ª classe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A ministra da Educação, Luísa Grilo, prometeu, nesta sexta-feira, a responsabilização criminal dos responsáveis pelo vazamento dos enunciados das provas da 9ª classe.

Segundo a ministra, que falava à imprensa, para além das responsabilidades judiciais, correm ainda o risco de serem demitidos do quadro da instituição.

“Quem age desta forma não tem perfil para estar nos quadros do Ministério da Educação, por isso, quando forem encontrados os culpados serão punidos exemplarmente”, reforçou.

Luísa Grilo explicou que houve um caso semelhante na província de Malanje, mas foi resolvido rapidamente.

“O caso de Malanje foi identificado rapidamente e os responsáveis já se encontram a contas com a justiça”, disse.

A ministra avançou que actos do género têm consequências muito graves para quem o pratica, por isso desencoraja atitudes semelhantes.

Na quinta-feira, 17, a Direcção Provincial da Educação de Luanda anunciou a anulação dos exames da 9ª classe por suspeita de fraude na tramitação dos enunciados.

Na ocasião, deu, igualmente, a conhecer o novo calendário que começou nesta sexta-feira, com a realização das provas finais de Geografia e de Física.

A nova etapa de exames conclui-se a 25 deste mês, com a realização das provas finais de Língua Estrangeira e Educação Laboral.

O Gabinete Provincial da Educação já apresentou uma queixa-crime numa esquadra da Polícia Nacional, no distrito da Maianga, município de Luanda, a fim de se responsabilizarem os envolvidos na distribuição ilegal dos enunciados.  

Dados indicam que estão em provas de exames no ensino regular, em Luanda, mais de 140 mil estudantes de escolas públicas, público-privadas e privadas.

Angop

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.