Governo vai construir 19 mil habitações em 7 centralidades

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O governo angolano anunciou que estão em curso a construção de 19 mil habitações em sete centralidades do país, revela o Jornal de Angola.

O projecto foi apresentado, esta terça-feira (15), pelo director do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatística do Ministério das Obras Públicas e Ordenamento do Território, António Morais, durante o Fórum Económico de Cooperação Angola-Indonésia.

Segundo o director do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatística (GEPE), o Ministério das Obras Públicas e Ordenamento do Território concluiu, até ao momento, cerca de 68 mil habitações em 16 centralidades.

António Morais disse ter sido, recentemente, aprovada a construção de mais cinco mil casas, no âmbito do programa municipal de fogos a serem erguidos nas províncias do Bengo, Cabinda e Cunene.

No âmbito do Programa Nacional do Urbanismo e Habitação, foram iniciadas obras para a construção de 35 centralidades em todo o país.

Quanto aos projectos do Governo para o sector da Construção, António Morais reconheceu que estes acarretam despesas elevadas e nem sempre são acompanhados das respectivas disponibilidades quer em termos financeiros como orçamentais.

O Programa está a ser desenvolvido para garantir o direito universal dos cidadãos à habitação condigna.
Para o director do GEPE, o financiamento é fundamental para a conclusão de algumas infra-estruturas externas de urbanizações e habitações, que já se iniciaram e que não estavam concluídas.

Para que tal facto se concretize, reconheceu António Morais, é necessário que seja adoptado um novo modelo de financiamento por meio de parcerias público-privadas, como é o caso do empresariado indonésio e de outros países, no sentido de não sobrecarregar o Orçamento Geral do Estado.

“O sector das Obras Públicas e Ordenamento do Território está aberto para contactos  directos de parcerias público-privadas com o empresariado indonésio, de modo a traçar as metas preconizadas pelo Executivo angolano “, apelou.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.