Bruno Fernandes destaca “poderio” alemão e enaltece golo à Hungria

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O médio Bruno Fernandes destacou hoje o “poderio individual” da Alemanha, próxima adversária da seleção portuguesa de futebol no Euro2020, mas observou que o terceiro golo à Hungria é a prova do que Portugal “consegue fazer”.

“O nosso objetivo passa por ganhar todos os jogos e o nosso foco é o próximo, frente à Alemanha. Temos de preparar ao máximo esse jogo. A nossa pressão é representar o nosso país, nada mais do que isso”, afirmou o internacional português, em conferência de imprensa, no Estádio Illovszky Rudolf, em Budapeste.

A dois dias do embate com os germânicos, em Munique, para a segunda ronda do Grupo F, Bruno Fernandes referiu que “todos os jogos num Europeu são difíceis”, desde logo quando se tem pela frente um adversário com a qualidade da ‘Mannschaft’.

“Temos visto algumas surpresas neste Europeu, mas todos os jogos são diferentes e as equipas jogam de formas diferentes. Sabemos do poder individual dos jogadores da Alemanha. Eles vão querer ganhar, mas nós também. O nosso objetivo é controlar o jogo, ter a bola e ganhar o jogo. Sabemos o que esperar da Alemanha”, disse o médio do Manchester United.

A qualidade dos germânicos é de tal forma reconhecida, que nem foi preciso recorrer à informação ‘privilegiada’ de André Silva e Raphaël Guerreiro, internacionais portugueses que jogam na ‘Bundesliga’, ao serviço de Eintracht Frankfurt e Borussia Dortmund, respetivamente.

“Não precisamos de perguntar nada sobre a Alemanha. É uma grande seleção, com grandes jogadores. Não fizeram um mau jogo na estreia, mas a França é uma grande equipa também. Será um jogo muito difícil para nós, mas também para eles”, observou o jogador, de 26 anos.

Na estreia no Euro2020, Portugal venceu a Hungria por 3-0, sendo que o derradeiro golo luso ficou na retina de todos os adeptos do futebol, pela qualidade da posse e circulação de bola, que terminou com o ‘bis’ de Cristiano Ronaldo.

“Aquele golo tem treino, mas também é fruto da qualidade dos jogadores. Sabemos a capacidade que temos. É a demonstração do que a seleção portuguesa consegue fazer. Fazer um golo bonito, na sequência de uma jogada em que a bola só não passou por dois ou três jogadores nossos, prova que o ‘nós’ é muito importante para ajudar o individual a sobressair”, observou.

Com 103 golos nas últimas quatro épocas, 28 dos quais na última, pelo Manchester United, Bruno Fernandes recusou traçar uma meta pessoal para este Europeu: “A única meta que tracei é a de ajudar ao máximo a seleção como puder, seja com remates de fora da área ou dentro. O que interessa é que a bola entre.”

Apesar dos elogios a Cristiano Ronaldo, autor de dois golos frente à Hungria, o médio luso fez questão de reforçar que o coletivo é que vai ajudar Portugal a “atingir os objetivos”.

“Ele está a ser decisivo. Marcou dois golos, todos sabem a qualidade que tem e também a facilidade que tem em marcar golos. Mas o mais importante é o grupo, cada um dar o melhor de si. Ele é mais um a dar o melhor, como aconteceu no último jogo. Só juntos e unidos conseguiremos atingir os nossos objetivos”, salientou.

Portugal e Alemanha jogam no sábado, a partir das 17:00 (hora de Lisboa), no estádio Allianz Arena, em Munique, em jogo da segunda jornada do Grupo F do Euro2020.

Na primeira ronda, a seleção nacional venceu por 3-0 a Hungria, em Budapeste, e soma três pontos no grupo F, os mesmos da França, que venceu os alemães por 1-0, em Munique.

O Euro2020, que foi adiado para este ano devido à pandemia de covid-19, decorre até 11 de julho, em 11 cidades de 11 países diferentes.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.