África com mais 312 mortes e 20.242 infetados nas últimas 24 horas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

África registou mais 312 mortes associadas à covid-19 nas últimas 24 horas, o que eleva o total de óbitos desde o início da pandemia para 133.855, e 20.242 novos infetados, de acordo com os dados oficiais mais recentes.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número total de casos no continente é de 4.990.089 e o de recuperados é de 4.489.665, mais 11.852 nas últimas 24 horas.

A África Austral continua a ser a região mais afetada, com 2.162.507 casos e 66.047 óbitos associados à covid-19.

Nesta região encontra-se o país mais atingido pela pandemia no continente, a África do Sul, que contabiliza 1.722.086 casos e 57.410 mortes, números bem acima dos registados pelo conjunto da segunda região africana mais afetada, o Norte de África, que hoje atingiu 1.497.912 infetados com o vírus SARS-CoV-2 e 45.363 mortes associadas à infeção.

A África Oriental contabiliza 669.819 infeções e 13.241 mortos, e a região da África Ocidental regista 476.984 casos de infeção e 6.326 mortes. A África Central é a que regista menos casos de infeção e de mortes, 182.867 e 2.878 respetivamente.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais a seguir à África do Sul, regista 15.510 mortes e 271.047 infetados, seguindo-se a Tunísia, com 13.305 óbitos e 362.658 casos, e Marrocos, que contabiliza o segundo maior número de infeções em todo o continente, 522.765 casos, mas menos mortes do que os dois países anteriores, 9.192 óbitos associados à doença.

Entre os países mais afetados estão também a Etiópia, com 4.231 vítimas mortais e 273.678 infeções, e a Argélia, com 3.683 óbitos e 132.355 infetados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique contabiliza 840 mortes e 71.279 casos, seguindo-se Angola (815 óbitos e 36.325 casos de infeção), Cabo Verde (271 mortos e 31.433 casos), Guiné Equatorial (118 óbitos e 8.640 casos), Guiné-Bissau (68 mortos e 3.800 casos) e São Tomé e Príncipe (37 mortos e 2.354 casos).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de provocou, pelo menos, 3.764.250 mortos no mundo, resultantes de mais de 174,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.