Equipa do Ministério da Saúde vai a Benguela para avaliar surto de malária e dengue

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Uma delegação de alto nível do Ministério da Saúde (MINSA) desloca-se esta terça-feira aos municípios de Benguela, da Catumbela e do Lobito, a fim de avaliar o impacto real de um surto com características de malária e dengue.

O anúncio foi feito esta segunda-feira, por aquele departamento ministerial, quando desmentia notícias postas a circular na imprensa, dando conta de que o surto estaria a matar duas mil pessoas por dia.

Em comunicado, o MINSA adianta que a equipa fará um diagnóstico da situação e prevê implementar medidas para repor o mais rápido possível as condições de saúde das populações eventualmente afectadas.

Em relação às informações avançadas, o MINSA afirma serem falsas e desprovidas de fundamentos, sublinhando que a magnitude do surto ainda não está determinada.

“Nesse sentido chegaram notícias de um surto com estas características nas cidades de Benguela, Catumbela e Lobito cuja magnitude não está ainda determinada. Os dados disponíveis não apontam de forma alguma aos números mencionados na referida notícia”, lê-se na nota a que a ANGOP teve acesso.

O MINSA apela aos cidadãos que se mantenham calmos e serenos face a informações de cariz sensacionalista e aos órgãos de comunicação social que se mantenham fiéis às suas responsabilidades éticas, deontológicas e sociais na produção de notícias.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.