Líder do Boko Haram está morto, afirma grupo jihadista rival

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O líder do Boko Haram, Abubakar Shekau, cometeu suicídio durante uma luta contra membros de um grupo jihadista rival, afirmou o grupo Estado Islâmico na África Ocidental (ISWAP) numa gravação enviada à AFP neste domingo (6).

Abubakar Shekau (líder do Boko Haram)

“Shekau preferiu ser humilhado no além do que ser humilhado na terra. Ele matou-se detonando um explosivo”, afirmou uma voz semelhante à do líder da ISWAP, Abu Musab Al Barnawi, numa gravação na língua Kanuri entregue à AFP por uma fonte que normalmente distribui os comunicados do grupo.

O Boko Haram não comentou os relatos sobre a morte do seu líder, que estão a ser investigados pelos militares nigerianos.

O ISWAP explica na gravação que enviou os seus combatentes para um enclave do Boko Haram na floresta de Sambisa e que encontraram Shekau sentado dentro da sua casa, o que deu início a um tiroteio.

“De lá ele retirou-se e fugiu, correu e se escondeu no mato por cinco dias. No entanto, os combatentes continuaram a procurá-lo”, diz a voz.

Ao encontrá-lo, os combatentes da ISWAP pediram que ele e os seus seguidores se rendessem, de acordo com a gravação, mas Shekau recusou e tirou a própria vida.

“Estamos muito felizes”, disse a voz, acrescentando que Shekau era “alguém que cometeu atos terroristas e atrocidades inimagináveis”.

AFP

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.