China deteta primeiro caso mundial de gripe aviária H10N3 em humanos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Um homem no leste da China contraiu o que pode ser o primeiro caso humano da estirpe H10N3 da gripe das aves, mas o risco de contágio em larga escala é baixo, afirmou hoje o Governo.

O homem, de 41 anos, na província de Jiangsu, noroeste de Xangai, foi hospitalizado em finais de abril e encontra-se estável, anunciou a Comissão Nacional de Saúde no seu ‘site’ na internet.

Mais nenhum caso humano de H10N3 foi reportado em lugar algum, segundo a mesma fonte.

“Esta infeção é uma transmissão acidental entre espécies”, de acordo com o comunicado publicado, no qual se refere: “O risco de transmissão em larga escala é baixo”.

O paciente melhorou até alcançar os requisitos para lhe ser dada alta, acrescentou a comissão.

As autoridades acompanharam todos os contactos e não encontraram “anomalias”.

De acordo com os peritos trata-se de um caso isolado. Este vírus não tem capacidade para infetar de forma efetiva os humanos.

A comissão apelou aos cidadãos para evitarem o contacto com aves mortas no dia a dia e a não se aproximarem sequer dos animais vivos, bem como a cuidarem da higiene alimentar e a recorrerem ao médico se tiverem sintomas de febre ou problemas respiratórios.

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.