Macron e Merkel pedem explicações à Dinamarca e EUA sobre espionagem a aliados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Presidente francês, Emmanuel Macron, e a chanceler alemã, Angela Merkel, pediram hoje um “esclarecimento total” à Dinamarca e aos EUA sobre as alegações de espionagem contra líderes europeus.

“Se a informação estiver correta (…) não é aceitável entre aliados” e “menos ainda entre aliados e parceiros europeus”, reagiu Macron no final de um conselho de ministros franco-alemão, com palavras que a chanceler alemã aprovou de imediato.

“Estou ligado ao vínculo de confiança que une europeus e americanos. (…) Não há espaço para suspeitas entre nós. É por isso que esperamos clareza total. Pedimos aos nossos parceiros dinamarqueses e norte-americanos para fornecerem todas as informações sobre essas revelações e sobre esses factos passados. E aguardamos as respostas”, disse o Presidente francês.

“Só posso associar-me às palavras de Emmanuel Macron. Fui tranquilizada pelo facto de o Governo dinamarquês, incluindo o ministro da Defesa, também ter deixado muito claro o que pensa sobre este tema (…) É uma boa base, não só para esclarecer os factos, mas também para estabelecer relações de confiança”, acrescentou Angela Merkel.

De acordo com uma investigação da televisão pública dinamarquesa — baseada em relatórios confidenciais dos serviços de informação militar dinamarqueses – Washington usou, até pelo menos 2014, a rede de cabos submarinos dinamarqueses para escutar líderes de quatro países (Alemanha, Suécia, Noruega, França).

Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.