Polícia detém um funcionário da Saúde por comercialização de testes falsos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Dois cidadãos, um dos quais, funcionário de uma unidade sanitária de N’Dalatando, capital da província do Cuanza Norte, foram detidos pela Polícia Nacional por comercialização de resultados de testes falsos da Covid-19.

Os supostos infratores foram detidos em flagrante delito quando comercializavam os supostos resultados numa paragem de táxi na cidade de N’Dalatando, no valor de cinco mil kwanzas.

O facto foi anunciado hoje, sexta-feira, 21 à imprensa, em N’Dalatando, pelo responsável da Secção de Imprensa do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Comando Provincial da Polícia Nacional no Cuanza Norte, subinspetor Alberto Velhinho, quando procedia ao balanço da semana operativa da corporação na região.

Segundo o responsável, durante a semana, foram igualmente detidos quatro cidadãos por fraude económica, sendo dois por tentativa de coação de levantamento de quatro milhões de kwanzas na conta de uma cliente do BPC, que, supostamente, transferiram ilicitamente na conta da cidadã.

Alberto Velhinho adiantou que foi, igualmente, detido um jovem de 28 anos, no município de Ambaca, com 50 mil kwanzas falsos, quando tentava comprar bebidas e alimentos num estabelecimento comercial, no bairro Garcia Neto, na vila de Camabatela.

No período em referência, foi também detido um cidadão, na localidade do quilómetro 34, no município de Cambambe, por comercialização de medicamentos.

O oficial apontou a detenção de 27 cidadãos por envolvimento em 46 crimes de natureza diversa, destacando-se os furtos, com 14 crimes, ofensas corporais entre simples e graves, com 13 e sete roubos.

Angop

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.