Polícia detém caçadores furtivos que abatiam elefantes para tráfico de marfim na Huíla

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A Polícia Nacional deteve sete caçadores furtivos, entre os quais um fiscal, no Parque Nacional do Bicuar, província da Huíla, que se dedicavam à caça essencialmente de elefantes para a comercialização de marfim.

A detenção dos suspeitos decorreu no âmbito de investigações levadas a cabo pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) local, que culminou também com a apreensão de sete armas de fogo.

“A detenção de sete cidadãos no Parque Nacional do Bicuar destes cidadãos, presumíveis autores do crime de associação criminosa, tendo sido encontrada em posse deles sete armas de fogo. Foram detidos em flagrante delito”, disse o porta-voz do SIC na Huíla, Sebastião Vika, em declarações à Rádio Nacional de Angola (RNA).

Segundo o responsável, os detidos tinham como preferência o abate de elefantes para comercializarem o marfim.

Um dos implicados, em declarações à rádio, disse que matou um elefante e comercializou o marfim a um cidadão namibiano, ao preço de 5.000 rands (292,1 euros).

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.