Força de trabalho reduzida para 50% na administração pública e privados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O governo determinou, neste sábado, a redução da força de trabalho de 75 por cento para 50 por cento nos serviços públicos e privados em Luanda, a partir de segunda-feira, 10.

Segundo o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, que falava em conferência de imprensa sobre as novas medidas restritivas para fazer face à prevenção e combate à Covid-19, mantém-se o horário de funcionamento (8 às 15 horas no público e 6 às 16 no privado).

Adão de Almeida adiantou que a medida não abrenge as instituições de ensino, saúde, forças de defesa e ordem pública, comunicação social, energia e águas, portos e aereportos, agências bancárias e serviços de recolha de residúos sólidos, que deverão manter a força de trabalho a 100 por cento de acordo com os turnos criados.

Em relação às demais 17 províncias, o ministro frisou que a força de trabalho mantém-se em 75 por cento.

Adão de Almeida realçou que, em caso de violação, os funcionários têm a obrigação de denunciar o atropelo à lei para a tomada de medidas adequadas.

Conforme o governante, as novas medidas visam fazer face ao aumento de casos positivos na capital angolana.

Angop

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.