Namacunde livre da praga de gafanhotos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Quatro hectares de lavras e vegetação afectados pela praga de gafanhotos, na comuna do Chiedi, município de Namacunde, província do Cunene, foram já pulverizados com insecticidas.

Estão envolvidos na campanha de pulverização, que decorre há uma semana, técnicos do Gabinete da Agricultura, administrações municipais, Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, bem como as Forças Armadas Angolanas (FAA).

Com a formação de 60 brigadistas,  50 do Cunene e 10 da Huíla, e a chegada de um carro de fumigação, o combate à vaga  está mais dinâmica.

Cunene tem disponíveis nove mil 378 unidades de inseticidas, pulverizadores e equipamentos de protecção, que já estão a ser distribuídos nos municípios do Cuanhama, Namacunde, Ombadja, Cuvelai, Curoca e Cahama.

Em declarações à Angop, o director do Gabinete da Agricultura no Cunene, Pedro Tibério, disse que até ao momento o balanço da campanha de pulverização é positivo, pois a comuna do Chiedi, primeira zona afectada pela praga, encontra-se livre dos gafanhotos.

Disse que a maioria morreu e outros refugiaram-se para a Namíbia, que está realizar o mesmo combate.

Explicou que a pulverização é feita no período nocturno e madrugada, período em que os insectos encontram-se pausados.

Apelou a população a não consumir os gafanhotos, pois o insecticida é um produto químico que põe em risco a saúde humana.

Neste contexto, disse que está a ser levada a cabo uma campanha de sensibilização da população, para se evitar a intoxicação com insecticida.

Até ao momento, a praga de gafanhotos, que assola a província do Cunene desde o dia 9 deste mês, já prejudicou 586 campos agrícolas de massambala, massango e milho.

Fonte: Angop

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.