Processo de Isabel dos Santos é complexo e requer muita intervenção da cooperação internacional

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Procurador-Geral da República, Hélder Pitta Grós, esclareceu que o processo que envolve a empresária Isabel dos Santos, filha do ex-presidente José Eduardo dos Santos, é complexo e requer muita intervenção da cooperação internacional.

Hélder Pitta Grós, que falava à imprensa esta quinta-feira, por ocasião da inauguração do Parlatório Visual da Cadeia de São Paulo, disse que os processos como o de Isabel dos Santos não se investigam em seis meses, nem num ano.

“Há aqueles tipos de crimes que, pela sua complexidade, levam muito mais tempo e há alguns que requerem muita intervenção da cooperação internacional, autorização de exames e perícias de documentação”, disse o mais alto magistrado judicial.

Hélder Pitta Grós apontou a pandemia da Covid-19 como outra causa da morosidade do processo que envolve Isabel dos Santos. Lembrou que desde o ano passado, as instituições do país não trabalham a 100 por cento. “Isso não é só cá em Angola, mesmo noutros países há também dificuldades no funcionamento das instituições”, salientando que “o mais importante é que o trabalho está ser feito da melhor forma possível.” 

Ontem o Jornal de Negócios avançou uma notícia citando a “Africa Intelligence” – uma publicação de circulação limitada – segundo a qual os bancos dos Emirados Árabes Unidos estão a congelar os bens da família dos Santos e de pessoas a ela relacionadas em resposta a um pedido de cooperação da justiça angolana.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.