Finanças reprova contratos do GPL e empresas de recolha de lixo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Ministério das Finanças reprovou e devolveu os contratos que o Governo Provincial de Luanda (GPL) assinou com as operadoras que ganharam o concurso público para a recolha de resíduos sólidos na capital, revela o Jornal Expansão que cita fontes do governo.

Segundo a mesma fonte, os contratos assinados a 31 de março com as empresas ELISAL-EP para os municípios de Luanda e Cazenga, ER-Sol ( Icolo e Bengo), Sambiente (Quiçama e Viana), Multilimpeza (Cacuaco), Jump Business (Belas), Chay Chay ( Kilamba Kiaxi) e o Consórcio Dassala/Envirobac (Talatona), “contém várias irregularidades que põem em causa, inclusive, o objecto do contrato”.

“Com base nas irregularidades detectadas nos contratos, fonte do Executivo disse que o melhor seria lançar um novo concurso público, situação que o GPL parece ter afastado, uma vez que está a refazer os contratos que terão que ser novamente assinados entre as partes”, escreve o semanário.

Ontem, o grupo parlamentar da UNITA pediu a exoneração da governadora da província de Luanda, “por incompetência” na resolução, há vários meses, do problema do lixo.

A posição foi manifestada pelo líder do grupo parlamentar da UNITA, Liberty Chiaka, em conferência de imprensa sobre a problemática do lixo em Luanda.

Liberty Chiaka considerou que a governadora de Luanda, Joana Lina, “já não tem moral para continuar a dirigir os esforços no sentido da inversão da crise”, devendo assumir “a responsabilidade política e administrativa pela crise do lixo em Luanda”.

Na quarta-feira (14), 3 semanas depois das 7 empresas vencedoras do concurso terem assinado os contratos com o GPL, algumas delas reconhecem publicamente não ter ainda capacidade técnica para efetuar o trabalho.

Responsáveis da ELISAL, da Sambiente e Jump Business disseram em declarações à Rádio Nacional de Angola, que iria levar algum tempo até removerem todos os amontoados de lixo espalhados pela cidade capital porque se encontram agora numa fase de instalação e adaptação.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.