Cidadão chinês morto a tiro no mercado da Quissala

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Um cidadão chinês foi assassinado, esta semana, no mercado informal da Quissala, arredores da cidade do Huambo, após ser baleado na sequência de um assalto Ao estabelecimento comercial em que prestava serviço.

O facto foi tornado público hoje, quarta-feira, à imprensa, pelo director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da delegação do Ministério do Interior na província do Huambo, Martinho Kavita Satito, salientando tratar-se de um chinês de 40 anos de idade.

Disse que a vítima, até então gerente do referido estabelecimento comercial, teve morte imediata, após ser baleando quando tentava reagir ao assalto perpetrado por um grupo de marginais que pretendia a todo custo apossar-se dos bens que estavam a ser comercializados.

Sem avançar o número de integrantes do grupo, Martinho Kavita Satito disse que dois deles já se encontram detidos, enquanto decorrem diligências para determinar os demais autores.

Trata-se do segundo homicídio ocorrido, este ano, em reacção a assalto na província do Huambo, depois do assassinato em Março passado, do padre católico de nacionalidade santomense, César Manuel Vaz Sacramento, de 43 anos de idade.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.