Kamikaze causa seis mortes na Somália

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Pelo menos seis pessoas morreram e outras sete ficaram feridas depois que um atacante suicida detonou os seus explosivos na entrada de uma cafeteria na cidade de Baidoa na Somália, segundo a polícia.

O alvo do ataque era o governador do estado de Bay, Ali Wardheere, que estava dentro do local, de acordo com a polícia.

Baidoa é a capital do Estado e está situada a cerca de 250 km ao noroeste de Mogadiscio.

“Um kamikaze detonou os seus explosivos na cafeteria Suweys e matou seis pessoas”, declarou à AFP um responsável policial, Mohamud Adan.

“Tinha como alvo o governador Ali Wardheere que sobreviveu ao ataque. Dois de seus guarda-costas estão entre os feridos, um deles gravemente, e outros cinco (feridos) são civis”, acrescentou o policial.

“O kamizake foi interceptado na porta de entrada pelos guardas, mas infelizmente detonou os explosivos. O governador sobreviveu com alguns arranhões”, disse a mesma fonte.

“A polícia fechou a área e vi os corpos de cinco pessoas que estavam sendo transportados para fora do lugar. Os polícias interromperam a circulação durante a evacuação do governador, que parecia estar atordoado”, comentou uma testemunha, Ismail Muktar.

A sexta vítima morreu no hospital.

O atentado foi reivindicado pelos islâmicos radicais shebab numa breve mensagem publicada num site afiliado ao seu movimento, que confirmou que o alvo do ataque era o governador.

Os shebab protagonizam desde 2007 uma violenta insurreição para tentar derrubar o frágil governo federal da Somália, que precisa vitalmente da proteção internacional para sobreviver.

Os insurgentes foram expulsos de Mogadiscio em 2011 por uma força militar da União Africana (UA), mas mantêm em seu poder amplas regiões do país.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.