UNITA formaliza queixa contra Rui Galhardo Silva

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A UNITA formalizou esta sexta-feira, junto da Procuradoria-Geral da República, um processo-crime contra o cidadão Rui Galhardo Silva, anunciou a assessoria de imprensa do líder do partido.

Em nota, a UNITA refere que o expediente foi entregue por uma equipa de advogados, na sequência das declarações do seu militante proferidas a 18 Março último. 

Conforme a UNITA, nesta data Rui Galhardo fez declarações à imprensa imputando “expressões aleivosas” contra o presidente do partido, Adalberto Costa Júnior. 

O partido afirma dispor de provas substantivas contra Rui Galhardo, que se encontram em suporte audiovisual e doutra natureza, entregues em anexo ao processo que deu entrada junto daquele órgão de promoção da justiça penal em Angola.

“O vale tudo não serve a nação. O debate de ideias, sim”, conclui a nota da UNITA. 

De recordar que Rui Galhardo também fez entrega à Polícia de Intervenção Criminal, no mês de Março, de uma queixa-crime contra Adalberto Costa Júnior, por alegado incitamento ao seu linchamento, na província do Uíge.

Segundo Galhardo, esse facto teria ocorrido por altura das celebrações dos 55 anos da fundação da UNITA, depois de ter sido acusado por alguns militantes do partido de ser portador de armas de fogo, no carro.

A denúncia, entretanto, já foi desmentida pela Polícia Nacional, depois de um serviço de peritagem que não apurou a existência de qualquer armamento na viatura.

Na época, surgiram suspeitas de que Rui Galhardo estaria a pretender realizar um atentado contra Adalberto Costa Júnior, o que as autoridades policiais não confirmam.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.