Homem mata filho por crença ao feiticismo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Um cidadão de 22 anos de idade matou, no domingo, na provínciada Huíla, o filho de dois anos de idade, asfixiando-o, por crença ao feiticismo.

A informação foi prestada hoje, segunda-feira, à Angop, pelo porta-voz do SIC na Huíla, Sebastião Vika, detalhando que o crime ocorreu nas imediações do mercado informal do Mutundo, arredores da  cidade do Lubango, tendo em interrogatório o suspeito, já detido, invocado crença ao feiticismo para justificar o acto.

A denúncia, conforme o oficial, chegou à polícia por intermédio da esposa do suspeito, uma mulher de 19 anos, com quem vive há dois.

Citando a denunciante, o porta-voz do SIC disse que o indivíduo teria levado o menor, supostamente para passear e regressou à casa sozinho, alegando que esse teria se perdido, mas horas depois foi encontrado o corpo do menor num matagal.

Sebastião Vika disse que, conforme a esposa do suspeito, há três meses que a este frequentava a casa de um conhecido “quimbandeiro” e possivelmente terá feito sacrifício para ter riqueza.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.