Docente denuncia irregularidades no curso de mestrado do ISCED

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

 O professor doutor Abreu Paxe afirma haver indícios de corrupção no curso de mestrado no Instituto Superior de Ciências da Educação (Isced) Luanda.

Ao falar hoje, sexta-feira, à Angop, Abreu Paxe informou que a denúncia, feita ainda somente nos órgãos de comunicação social, demorou porque teve que investigar as acções pouco transparentes na gestão dos cursos.

Como provas disse ter verificado, em 2020, a inclusão de elementos estranhos e em número superior no curso, mas concretamente na especialidade de ciências de educação, violações de procedimentos com relação as fichas de admissão, bem como atropelos nas datas de defesa.

Acusa igualmente o coordenador do curso de mestrado, Eduardo Nangayafina, de alegadamente não ter prestado provas da sua competência ao conselho científico da instituição.

Em declarações a RNA, Eduardo Nangayafina afirma ser professor doutor formado em ciência de educação pela Universidade de São Lourenço do Paraguai.

Por sua vez, a direcção do Isced nega as acusações, segundo do director-geral interino, Zavoni Ntondo, que desafia Abreu Paxe a provar as acusações.

O Instituto Superior de Ciências da Educação de Luanda é uma instituição do ensino superior público que está ao serviço da formação de professores, gestores escolares e outros profissionais da educação e da investigação científica desde a década de 80.

O ISCED de Luanda tem um Centro de Estudos e Investigação em Ciências da Educação, oito Departamentos de Ensino e Investigação, ministra oito cursos de licenciatura e cinco cursos de mestrado, tem mais de três mil alunos e mais de 200 docentes com graus de pós-graduação obtidos em algumas das mais prestigiadas universidades europeias, americanas e africanas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.