Governo disponibiliza 2 mil lotes de terrenos para zungueiras e domésticas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A Empresa Gestora de Terrenos e Infraestruturas (EGTI) tem um programa que contempla dois mil lotes, para as trabalhadoras domésticas e zungueiras para autoconstrução dirigida, no âmbito da sua responsabilidade social.

O projeto de dimensão nacional, poderá conhecer o seu arranque no primeiro semestre de 2021, e visa contemplar grande parte desta franja da sociedade considerada como vulnerável.

De acordo com diretora de gestão de ativos da EGTI, Lisneide Abreu, em declarações à Rádio Nacional de Angola (RNA), os terrenos já estão identificados e neste momento está a ser feito os trabalhos técnicos de engenharia e arquitetura para a curto prazo ser apresentado a localização exata do projeto a nível da província de Luanda.

Em paralelo a EGTI tem mantido conversões com os seus parceiros “para que as pessoas percebam o que é esse projeto, para que serve e qual é o nosso objetivo”, disse Lisneide Abreu.

Lisneide Abreu revelou que para além do projeto-piloto de Luanda, a EGTI está a equacionar a expansão do projeto para outras províncias do país, onde tem terrenos sob sua a gestão, e neste momento a instituição está já a trabalhar com as províncias de Benguela e do Namibe, a fazer um levantamento das necessidades sociais que são sentidas nas centralidades para acoplar um projeto similar nestas áreas.

Por sua vez, o Ministério da Ação Social, Família e Promoção da Mulher abraçou o projeto porque, de acordo com Joana Cortez, responsável do referido ministério, vai contribuir para afirmação da mulher zungueira e doméstica e seu bem-estar social.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.