Cotação do Brent sofre forte queda com receios sanitários e tensão EUA-Rússia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

A cotação do barril de petróleo Brent para entrega em maio terminou esta quinta-feira no mercado de futuros de Londres em baixa de 8,45%, para os 62,32 dólares.

A forte queda foi atribuída à preocupação com a procura e o agravamento da tensão entre EUA e Federação Russa.

O crude do Mar do Norte, de referência na Europa, concluiu a sessão no International Exchange Futures a cotar 5,75 dólares abaixo dos 68,07 com que fechou as transações na quarta-feira.

A acentuada queda da cotação ocorreu após quatro sessões consecutivas de recuo, devido ao aumento da preocupação com as pausas nos programas de vacinação e o crescimento das infeções com o novo coronavirus em alguns Estados europeus.

Em particular, receia-se que esses desenvolvimentos atrasem a retirada das medidas de contenção socioeconómica, para combater a pandemia, e a recuperação da economia.

Para o forte retrocesso na cotação hoje verificado também contribuiu o agravamento da tensão russo-norte-americana, depois de o presidente dos EUA, Joe Biden, ter dito que considerava o homólogo russo, Vladimir Putin, um “assassino”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.