Tottenham, de Mourinho, permite reviravolta e perde dérbi com Arsenal

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O Tottenham, treinado pelo português José Mourinho, consentiu hoje uma reviravolta no terreno do Arsenal e perdeu por 2-1 o dérbi londrino da 28.ª jornada da Liga inglesa de futebol.

Tottenham, de Mourinho, permite reviravolta e perde dérbi com Arsenal

O argentino Erik Lamela deu vantagem aos ‘spurs’, aos 33 minutos, num remate de ‘letra’ de tal forma ‘artístico’ que levou o companheiro de equipa Sergio Reguilón a levar as mãos à cabeça, perante o que tinha acabado de presenciar.

Contudo, o Arsenal, com o lateral internacional português Cédric Soares entre os titulares, repôs a igualdade em cima do intervalo, aos 44 minutos, por intermédio de Martin Odegaard, o primeiro norueguês na história a marcar um golo com a camisola dos ‘gunners, que consumaram a reviravolta aos 64, numa grande penalidade convertida pelo francês Alexandre Lacazette.

Mesmo reduzido a 10 elementos, por expulsão de Lamela, o Tottenham esteve perto do empate, mas acabou por não conseguir evitar o desaire no dérbi, mantendo-se no sétimo lugar, com 45 pontos, mais quatro do que o Arsenal, que é 10.º.

Esta foi apenas a segunda derrota de José Mourinho em 19 jogos diante do Arsenal para a Premier League, depois do desaire averbado em 2017, ao comando do Manchester United.

O Leicester, que contou com o internacional luso Ricardo Pereira no ‘onze’, subiu, provisoriamente, ao segundo lugar, ao golear por 5-0 o lanterna-vermelha Sheffield United, num encontro no qual o avançado Kelechi Iheanacho assinou o seu primeiro ‘hat-trick’ na Liga inglesa, aos 39, 69 e 78 minutos.

O internacional nigeriano, que está a cumprir a quarta temporada no Leicester, repetiu o que tinha alcançado em janeiro de 2016, mas na Taça de Inglaterra, quando alinhava no Manchester City.

O espanhol Ayoze Pérez, aos 64 minutos, e o galês Ethan Ampadu, aos 80, na própria baliza, anotaram os restantes tentos do Leicester, que soma 56 pontos, mais dois do que o Manchester United, terceiro, que recebe ainda hoje o West Ham, quinto.

Um dia depois de ter anunciado a saída do treinador Chris Wilder, o Sheffield United somou a 23.ª derrota no campeonato, no qual ocupa o 20.º e último lugar, com 14 pontos, aproximando-se a passos largos da despromoção ao segundo escalão.

Após cinco jogos sem vencer, o Brighton, 16.º classificado, voltou a ‘sorrir’ na Premier League, ao bater o Southampton por 2-1, e afastou-se, ainda que ligeiramente, da zona de despromoção.

Lewis Dunk e Leandro Trossard marcaram os golos dos ‘seagulls’, enquanto Che Adams anotou o tento dos ‘saints’, que ocupam o 14.º posto.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.