Acesso à internet mais do que duplica para 76% em Cabo Verde em seis anos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O acesso e a utilização da internet tem vindo a aumentar nos últimos anos em Cabo Verde, passando de 32% em 2014 para 70% em 2018, estimando-se que atualmente seja de 76%, segundo dados do Instituto Nacional de Estatísticas.

Os dados constam dos resultados do módulo sobre o acesso e consumo da comunicação social do Inquérito Multi-Objetivo Contínuo (IMC) de 2018 do INE, que entrevistou 6.143 indivíduos com idade de 15 anos ou mais, entre outubro e dezembro do mesmo ano.

Em quatro anos o acesso à internet aumentou de 32% em 2014 para 70% em 2018 e, segundo o INE cabo-verdiano, estima-se que 76% da população tenha acesso à internet, principalmente através dos telemóveis.

Os dados definitivos do inquérito reafirmaram que a televisão é o meio de comunicação mais acessível dos cabo-verdianos, com 85% da população com acesso em casa, sendo que 24% têm acesso por assinatura (multicanais).

Segue-se a rádio com 46% da população com acesso em casa, prosseguiu o instituto cabo-verdiano, que informou que o acesso ao computador, seja ele portátil (‘laptop’) ou de mesa (‘desktop’) ou ‘tablet’/’iPad’) tem vindo a aumentar ao longo dos anos e, em 2018, estimava-se que 39% da população residia num agregado com pelo menos um computador.

Em sentido contrário, o telefone fixo tende a entrar em desuso, dando lugar aos telemóveis. Cerca de 19% tem acesso a um telefone fixo e aproximadamente 97% da população de 15 anos ou mais tem um telemóvel em Cabo Verde.

De acordo com os resultados do IMC de 2018, a televisão é eleita como o principal meio de comunicação para aceder a informações sobre o que se passa no país e no estrangeiro, com 82% da população a elegê-la como o meio de comunicação mais utilizado.

Seguem-se as redes sociais com 42%. “É de realçar que as redes sociais são o meio de comunicação com maior expressão entre os mais jovens (66% entre os de 15-24 anos)”, salientou o INE.

Já a rádio segue na terceira posição com 33%, sendo o meio de comunicação mais utilizado pelo público masculino (41%, contra 26% entre as mulheres) e um público mais adulto (44% da população com 45-64 anos).

Os jornais ‘online’ são a preferência de 11% da população, com maior expressão na população urbana (13%, contra 6% da rural), na população masculina (13% contra 9% entre as mulheres) e na população adulta, 25-44 anos (17%).

Os jornais impressos foram mencionados de forma espontânea por somente 1% da população inquirida, ainda segundo dos dados do INE.

Quanto à notoriedade, a Televisão de Cabo Verde (TCV) continua a ser o canal de televisão que os cabo-verdianos mais mencionam de forma instantânea (87%), seguida da Record TV de Cabo Verde (59%) e da SIC (29%).

Outro objetivo do estudo realizado em 2018 foi medir o nível de conhecimento da população sobre a Televisão Digital Terrestre (TDT), com os resultados a demonstrarem que 35% da população cabo-verdiano já ouviu falar da TDT, mas somente 22% sabe explicar o que significa.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.