Bacias hidrográficas do mundo quase todas afetadas pela ação humana

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

As bacias hidrográficas de água doce do planeta já sofreram quase todas a ação humana e mais de metade foram fortemente afetadas, indica um estudo hoje divulgado.

Bacias hidrográficas do mundo quase todas afetadas pela ação humana

A investigação, realizada por uma equipa de investigadores de França e da China e publicada hoje na revista Science, avaliou até que ponto a biodiversidade mudou devido à atividade humana nos últimos 200 anos em 2.456 bacias hidrográficas do mundo.

Os investigadores usaram um índice para medir as mudanças numa determinada área com base em seis indicadores de biodiversidade, e atribuíram uma pontuação de 0 a 12, sendo que quanto mais alta a pontuação maiores os impactos humanos (seis indica já uma alteração substancial da biodiversidade).

Os resultados indicam que 53% das bacias hidrográficas do mundo sofreram alterações acentuadas na biodiversidade, particularmente nas regiões temperadas.

As bacias hidrográficas menos afetadas eram na maioria de pequenas dimensões, ocupando apenas 13,4% da superfície total da bacia hidrográfica mundial. Situam-se especialmente na região afro tropical e na Austrália e suportam 3.876 espécies, apenas 21,7% da fauna piscícola mundial.

Os investigadores notam que a conservação da diversidade de peixes de água doce apenas nos rios menos afetados pela atividade humana fica abaixo dos objetivos de proteção de espécies que as organizações ambientais defendem (30%). E dizem que é preciso proteger também as regiões mais afetadas.

No estudo salienta-se ainda que embora os rios e os lagos cubram menos de 1% da superfície do planeta suportam uma componente substancial da biodiversidade da Terra, incluindo um quarto dos vertebrados.

Os sistemas de água doce apoiam também o funcionamento e a estabilidade de variados ecossistemas, incluindo os que contribuem para o bem-estar humano.

A sobrepesca, a introdução de espécies não nativas, a poluição, as construções nos rios e as alterações climáticas são algumas das ações que afetam diretamente a biodiversidade da água doce e ameaçam os sistemas fluviais.

Fonte: Lusa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.