Professores são-tomenses em greve a partir de hoje

You are currently viewing Professores são-tomenses em greve a partir de hoje

Os professores de todos os níveis de ensino de São Tomé e Príncipe anunciaram uma greve a partir de hoje e “por tempo indeterminado”, enquanto o Governo acusa os sindicatos de convocar uma paralisação enquanto decorriam negociações.

A paralisação foi convocada pelos três sindicatos de docentes são-tomenses, que reivindicam o aumento em mais de 80 por cento do salário base, a passagem ao quadro de alguns professores, a promoção de outros que estão há vários anos dentro do sistema educativo e a melhoria das condições materiais.

O país tem mais de três mil docentes e a paralisação vai abranger todos os níveis, incluindo a pré-escolar.

O Governo, em comunicado divulgado esta segunda-feira, acusou os sindicatos de partirem para a greve enquanto decorrem as negociações, considerando que a realização desta greve é “ilegal”.

O Governo “condena veementemente a atitude retrógada” dos líderes do sindicato dos professores e apela aos pais e encarregados de educação para que enviem os seus filhos para as escolas, afirmava ainda o comunicado do executivo liderado por Jorge Bom Jesus.