Marcelo Rebelo de Sousa vence as presidenciais com 61,3% dos votos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Os portugueses reelegeram neste domingo (24) o seu presidente, o conservador Marcelo Rebelo de Sousa, numa eleição marcada pelo confinamento imposto ao país, duramente atingido pela pandemia do coronavírus.

O atual chefe do Estado, um ex-professor de direito de 72 anos que ficou conhecido como comentarista político da televisão, obteve 61,3% dos votos, segundo os resultados parciais após a contagem de 98,8% dos votos.

A ex-deputada socialista Ana Gomes obteve 12,5% dos votos, ficando assim na segunda posição, à frente do candidato da extrema direita André Ventura, que obteve 11,9% dos votos.

Ventura, fundador do partido Chega, por pouco não atingiu seu objetivo de ficar na segunda posição, mas seu resultado confirma o avanço da extrema direita num país onde essa tendência ainda era excepcional.

A abstenção ficou em 61,6%, novo recorde histórico nas eleições presidenciais desde o estabelecimento do regime democrático, em 1974.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.