Crise económica e covid-19 vão aumentar desemprego no país, alerta inspeção-geral do trabalho

You are currently viewing Crise económica e covid-19 vão aumentar desemprego no país, alerta inspeção-geral do trabalho

A Inspeção-Geral do Trabalho alertou que o número de pessoas no desemprego, em todo o país, vai aumentar este ano devido à crise económica e o impacto negativo da covid-19 nas empresas.

O Inspetor-geral do Trabalho, Vacilo Agostinho, que falava esta quinta-feira ao programa da Rádio Nacional de Angola, ‘Azimute Atualidade’, alertou que o número de conflitos laborais e de despedimento tem vindo a aumentar em consequência da crise económica e do impacto da covid-19 nas empresas.

Segundo o responsável o aumento dos despedimento e dos conflitos laborais, resulta de uma postura das empresas que optam pelo despedimento em vez da suspensão da atividade laboral.

“Muitas delas, nomeadamente, as micro e pequenas empresas, ao perderem esses empregos dificilmente lançam à mão a primeira figura que é da suspensa da relação jurídico-laboral e vão já para o despedimento por razões objetivas”, disse Vacilo Agostinho.

Vacilo Agostinho disse ainda que há procedimentos que devem ser observados antes que a entidade empregadora avance para extinção da relação jurídico-laboral.

“Há um procedimento próprio que deve ser observado, e se nós olharmos para a Lei Geral do Trabalho, a entidade empregadora que esteja nesta situação deve observar a tramitação deste procedimento para que possa então declarar os contratos extintos por razões objetivas”, alertou.

Vacilo Agostinho disse que o setor produtivo é o setor mais afetado.

Segundo os dados mais recentes do INE, a taxa de desemprego em Angola é de 30%, o que significa que 5 milhões de pessoas, em idade economicamente ativa, estão no desemprego.