Governador de Cabinda recusa protesto marcado para hoje mas promotores querem manter manifestação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O governo da província de Cabinda não autorizou a manifestação, agendada para hoje, sábado (28), justificando a decisão com a pandemia, mas os promotores mantiveram a intenção de fazer o protesto “por ser um direito consagrado” na Constituição.

“Dada a situação da pandemia da covid-19 consubstanciado com o decreto presidencial vigente, não autorizamos a referida marcha”, dá conta um ofício do gabinete do governador de Cabinda, a que a agência Lusa teve acesso.

Um grupo de ativistas defensores dos direitos humanos e elementos da sociedade civil desta província marcou, para hoje, uma manifestação para protestar contra a “degradação social, económica e saúde pública sem precedente”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.