Secretário-Geral da UNITA quer adequação do partido ao novo contexto

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Face aos actuais e futuros desafios, o Secretário-geral da Unita, Álvaro Daniel, defendeu, nesta segunda-feira, em Malanje, a necessidade de se ajustar a estrutura da organização às transformações políticas e sociais do país.

Ao intervir na abertura do Seminário sobre a Reorientação Política e Metodológica dos Quadros, o político precisou que a Unita deve evoluir conforme à dinâmica social e as circunstâncias, afirmando que o momento exige uma estruturação partidária diferente da dos tempos idos.

Entende que a presente etapa de luta política requer a mesma linguagem entre os quadros do partido, sobretudo perante situações políticas, sociais e económicas do país, sem descurar a necessidade do aprofundamento da democracia interna.

Na ocasião, o secretário nacional para a formação de quadros, Eduardo Paulo, fez saber que o seminário visa impulsionar a actividade dos quadros da Unita no país, tendo em vista o desenvolvimento do partido.

De acordo com o responsável, pretende-se, igualmente, preparar os membros da organização a fim de interpretarem e responderem cabalmente às aspirações do povo angolano.

Figuram dos temas a serem debatidos no encontro com duração de algumas horas, a Estabilidade político-administrativa da Unita, desafios da democratização interna, fundamentos da disciplina partidária, estruturação e funcionamento do partido, o político e os mídias, entre outros.

O Seminário de Reorientação Política e Metodológica dos Quadros decorre na sequência da II Reunião Ordinária da Comissão Política da Unita, que juntou nos dias 21 e 22 delegados das províncias da região Norte e Leste, nomeadamente Malanje, Cuanza Norte, Uíge, Bengo, Cabinda, Lunda Norte, Lunda Sul e Moxico.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.