Multicaixa Express regista um aumento de 234% no número de usuários

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

O número de usuário de Multicaixa Express passou de 175 mil para 411 mil, um aumento de cerca 234%, no período de Março a Novembro do corrente ano, informou nesta quarta-feira a directora de Desenvolvimento de Nogócios da Empresa Interbancária de Serviços (Emiss), Sílvia Pires.

A responsável, que falava à Angop, na III Conferência sobre “Transformação Digital da Banca”, justificou que o aumento de usuários desse serviço surge devido ao confinamento social, imposto pela Covid-19.

Em relação às transações via Multicaixa Express, explicou que em Março rondavam em cerca de sete milhões e em Outubro passou para 21 milhões, representando um aumento de cerca de 300 % nesse serviço.

Afirmou que a Emis tem vários desafios, desde serviços de protecção do cartão, para permitir que o cliente faça o bloqueio e desbloqueio do cartão, a partir do multicaixa Express, assim como definir limites deste instrumento transacional.

Para além disto, o outro desafio, será a possibilidade de se fazer transferência sem recorrer ao IBAN, mas a partir do contacto telefónico e os valores serão creditados na hora, disse a responsável, sem avançar datas para a sua efectivação.

Quanto à segurança deste dispositivo bancário electrónico, desincentivou a partilha de pin, como medida primária para a protecção da conta bancária.

Lançado em Abril de 2019, em Angola, este serviço digital adoptada pela banca nacional permite fazer pagamento e transferência interbancária.

Por sua vez, o presidente do Grupo Executive, Nuno Fernandes, explicou que a conferência visa actualizar as imposições impostas pela covid-19 no país, uma vez que a relação entre a banca e os clientes está a ser marcada pelos serviços digitais.

Referiu que a evolução previstas para a banca, em 10 anos, foram aplicadas em cinco meses, o que implica maior formação, segurança, entre outros desafios da banca nacional.

Da iniciativa da Revista Economia e Mercado, a conferência, que tem como tema “Dos Serviços Financeiros ao Comércio, como a Pandemia da Covid-19 acelerou a Digitalização”, visa analisar o processo de digitalização da banca e nos serviços em geral, além dos desafios da bancarização e desenvolvimento do comércio electrónico.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.