Importações de bens alimentares para Angola com quedas relevantes desde 2018

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Angola tem registado quedas trimestrais “relevantes” na importação de bens alimentares, para a qual desembolsa agora 160 milhões de dólares (135 milhões de euros) por mês, disse hoje o governador do banco central angolano.

José de Lima Massano prestava esclarecimentos aos deputados no âmbito da discussão e votação, na generalidade, da proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE) 2021, aprovado com votos contra da oposição.

Segundo o governador do Banco Nacional de Angola, o país neste momento tem reservas internacionais que cobrem cerca de 11 meses de importações, salientando que o mecanismo da taxa de câmbio funcionou, protegendo a economia.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on email

Designed by nzaylakasesa,lda.