Inicia julgamento da ex-administradora municipal do Cuango

Inicia julgamento da ex-administradora municipal do Cuango

O Tribunal Provincial da Lunda Norte iniciou hoje, sexta-feira, o julgamento da ex-administradora do município do Cuango, na Lunda Norte, Angélica Umba Macano, acusada de desvio de dois mil milhões de kwanzas, destinados ao programa de combate à malária, em 2017.

Angélica Macano está a ser acusada dos crimes de peculato, participação económica em negócio, associação criminosa e branqueamento de capitais, num processo em que estão também arrolados o ex-director municipal do gabinete de estudo, planeamento e estatística do Cuango, Gerson Machimata, o empresário Domingos da Costa e o director municipal da Saúde, Omar Calumbo.

O valor supostamente desviado estava destinados à aquisição de medicamentos para o combate à malária, que assolou a população do Cuango em 2017.

Réus foragidos

Segundo apurou a Angop junto do tribunal, dois dos nove réus arrolados no processo encontram-se foragidos da Lunda Norte.

Este é o primeiro julgamento que envolve gestores públicos na Lunda Norte, desde que o Estado angolano, através dos órgãos de justiça, decidiu dar uma nova dinâmica no combate à corrupção e crimes conexos.

Fonte: Angop

Close Menu