PR assegura orçamento para novos hospitais

PR assegura orçamento para novos hospitais

O Presidente da República, João Lourenço, assegurou hoje (sábado), na cidade de Saurimo, Lunda Sul, orçamento para o funcionamento eficiente das unidades sanitárias erguidas, recentemente, pelo país, para que não entrem em declínio.

O Chefe de Estado, que falava à imprensa momentos após a inauguração de duas unidades hospitalares, na cidade de Saurimo, afirmou que “não basta construir, precisamos de mantê-las e para mantê-las é preciso que haja orçamento e nós vamos cuidar disso. Não vamos deixar cair”.

De acordo com o Presidente João Lourenço, essa garantia não é apenas para o Hospital Geral e a Maternidade Provincial da Lunda Sul, inauguradas este sábado, mas para todas “as que temos vindo a inaugurar ultimamente pelo país”.

Segundo o Chefe de Estado, existe a confiança de que elas são inauguradas, são abertas, colocadas à disposição das populações e por isso deve haver orçamento para que não entrarem em declínio.

Considerou a entrada em funcionamento do Hospital Geral e da Maternidade da Lunda Sul, como sendo uma mais-valia não só para a província, mas, também, para as restantes regiões do leste do país, nomeadamente para a Lunda Norte e o Moxico.

Apelou, por isso, aos profissionais da saúde e a população para cuidarem “o melhor possível” das infra-estruturas que acabam de ganhar.

“Portanto, isto foi feito para servir as populações. Nós queremos cidadãos saudáveis, porque só com cidadãos saudáveis podemos pensar no desenvolvimento económico e social do nosso país”, disse o Chefe de Estado.

Em relação à situação social da província da Lunda Sul, defendeu que, à semelhança do resto país, os problemas são praticamente os mesmos, que vão sendo resolvidos paulatinamente.

“Devemos reconhecer que, não obstante à crise da Covid-19, muito se tem feito no sentido de melhorar as condições sociais das populações” expressou.

Reconheceu, contudo, que ainda há muito por se fazer, “vamos continuar a trabalhar e a lutar de forma incessante, no sentido de procuramos minorar, cada vez mais, as dificuldades, por que o povo angolano passa”, frisou o Titular do Poder Executivo.

Nesta deslocação à província da Lunda Sul, o Presidente João Lourenço entendeu, à última hora, visitar também as obras do pólo de desenvolvimento diamantífero, projecto a que se referiu no seu discurso sobre o Estado da Nação.

“Pela sua importância e impacto que terá na província e pelo número de postos de trabalho que vai criar, entendi que, mesmo não concluído, eu deveria visitar nesta fase”, disse.

Prometeu voltar a Lunda Sul dentro de sensivelmente sete meses para inaugurar o referido empreendimento diamantífero.

O Hospital Geral e a Maternidade Provincial da Lunda Sul, com capacidade para 150 camas cada, foram construídas de raiz no âmbito da linha de financiamento da China e estão orçadas em 68 milhões de dólares norte-americanos (USD 34 milhões cada).

Fonte: Angop

Close Menu